Grupo anti-Bolsonaro cola cartazes direcionados a evangélicos em SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um grupo de opositores do presidente Jair Bolsonaro (PL) colou na madrugada desta terça-feira (20) em São Paulo cerca de mil cartazes direcionados ao público evangélico. As mensagens são focadas nas questões de fome e violência.

"Fome não é coisa de Deus. Bote fé no seu voto", dizem alguns deles, acompanhados da hashtag #voteparamudar2022.

Os cartazes foram colados estrategicamente perto de templos evangélicos, sobretudo na região do Brás, zona leste da capital, que concentra grandes igrejas. Um dos pontos escolhidos foi a avenida Celso Garcia, onde está localizado o Templo de Salomão, da Igreja Universal do Reino de Deus.

Também houve colagem de cartazes na região do Grajaú, zona sul da cidade. Os responsáveis, que não querem se identificar, definem-se como "um grupo independente de empresários e profissionais".

O foco no eleitorado evangélico se deve à grande vantagem de Bolsonaro nesse segmento. Segundo o Datafolha, o presidente lidera por 49% a 32% de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no grupo.

Em julho, o mesmo grupo já havia feito outra ação parecida durante a Marcha para Jesus, também em São Paulo.