Grupo armado ataca Itajubá (MG) para assaltar agência bancária

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um grupo fortemente armado assaltou uma agência da Caixa Econômica Federal em Itajubá, na região sul de Minas Gerais, entre o final da noite de quarta-feira (22) e o início da madrugada desta quinta-feira (23).

Moradores da cidade de 98 mil habitantes publicaram nas redes sociais vídeos que mostram os criminosos e o barulho de tiros, além do pânico da população.

O alvo do grupo foi a agência central da Caixa na cidade. Para roubar o cofre de penhor do banco, os assaltantes cercaram a sede do Batalhão da Polícia Militar e atiraram contra os policiais. Após a ação, o grupo fugiu em cinco carros em direção às rodovias da região.

Três policiais sofreram ferimentos sem gravidade durante a perseguição aos assaltantes. Segundo a Polícia Militar, um morador de Itajubá também ficou ferido. A vítima é um estudante universitário, atingindo em uma das pernas.

"Estou no meio do tiroteio que está ocorrendo no centro de Itajubá neste momento", relatou um morador nas redes sociais. "Eu e minha amiga estamos deitados, pois tem criminosos em todas as esquinas. Cena de filme".

Em nota oficial, a Prefeitura de Itajubá confirmou que um morador sofreu ferimentos durante o ataque dos criminosos e foi levado a um hospital para atendimento.

"É importante que a população se mantenha calma, permaneça em local seguro e evite circular pela cidade", diz a nota.

A prefeitura pediu também para os moradores não compartilharem informações não oficiais e disse que apoia as forças de segurança. Os criminosos são procurados pela polícia, inclusive com reforços de agentes de São Paulo.

Ações desse tipo acontecem com frequência desde 2018, são realizadas por quadrilhas especializadas e fazem parte do chamado novo cangaço. São invasões de cidades de pequeno e médio porte por criminosos fortemente armados, em grupos de 15 a 30 homens, que chegam durante a noite ou madrugada em comboios de veículos potentes.

Em abril deste ano, uma tentativa de assalto a uma empresa de transporte de valores levou pânico à cidade de Guarapuava, no interior do Paraná. Três pessoas ficaram feridas, nada foi roubado e os bandidos fugiram. Cerca de 30 criminosos fortemente armados usaram ao menos oito carros, entre os quais alguns blindados, para tentar acessar o caixa da empresa de transporte de valores Proforte.

Em agosto de 2021, criminosos fortemente armados invadiram Araçatuba, a 521 km de São Paulo, espalhando terror na cidade de quase 200 mil habitantes. O grupo explodiu e roubou duas agências bancárias, fez moradores reféns, disparou bombas e ateou fogo em veículos durante a fuga. Dois moradores da cidade e um criminoso morreram.

Em Criciúma (SC), um assalto ao Banco do Brasil com ao menos 30 criminosos, dez automóveis e armamento de calibre exclusivo das Forças Armadas, foi considerado o maior do tipo na história do estado em dezembro de 2020.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos