BTS visita a Casa Branca e denuncia o racismo contra asiáticos nos Estados Unidos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O grupo de K-pop BTS se encontrou com o presidente Joe Biden na Casa Branca nesta terça-feira (31). A banda, conhecida por ser um gigante de arrecadação de fundos para causas de justiça social nos Estados Unidos, denunciou o racismo contra pessoas de origem asiática no país. Além disso, eles discursaram na coletiva de imprensa da Casa Branca.

Coreia do Sul: Sucesso de 'Round 6' mostra a força da cultura sul-coreana, que tem no Brasil um de seus principais mercados

'Webtoons': Entenda o fenômeno digital sul-coreano que ganha o mundo com ajuda da TV e da música

O cantor Park Ji-min, mais conhecido como Jimin, disse que o grupo está "devastado pela recente onda de crimes de ódio" contra pessoas de ascendência asiática.

Outro membro, Suga, pediu tolerância. "Não é errado ser diferente. Acho que a igualdade começa quando nos abrimos e aceitamos todas as nossas diferenças", disse ele no estrado da sala lotada da Casa Branca.

A reunião aconteceu em meio a um forte aumento nos crimes de ódio contra asiáticos-americanos no último ano. Os ataques contra pessoas de ascendência asiática aumentaram à medida que alguns políticos e especialistas incentivaram os americanos a culpar a China pela Covid-19, em meio a outras tensões.

O incidente mais grave ocorreu na área de Atlanta, onde um homem atirou e matou oito pessoas em um salão de massagens. Seis deles eram mulheres asiáticas.

David Yoon: 'Quando era criança, nenhum personagem se parecia comigo', diz best-seller coreano-americano

A Casa Branca elogiou os membros do BTS como "embaixadores da juventude espalhando uma mensagem de esperança e positividade em todo o mundo".

As estrelas do K-pop são conhecidas por usar suas letras e campanhas sociais destinadas a empoderar os jovens desde seu início, em 2013. Em junho de 2020, os fãs do grupo colocaram sua energia em uma campanha online chamada #MatchAMillion para arrecadar dinheiro para causas de justiça social nos Estados Unidos. Eles arrecadaram US $ 1 milhão, em aproximadamente um dia, igualando a doação da própria banda ao Black Lives Matter.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos