Grupo de planejamento familiar abandona programa federal nos EUA

O grupo de planejamento familiar dos Estados Unidos Planned Parenthood anunciou nesta segunda-feira que vai abandonar um programa de financiamento federal

O grupo de planejamento familiar dos Estados Unidos Planned Parenthood anunciou nesta segunda-feira que vai abandonar um programa de financiamento federal para não cumprir com uma nova regra que proíbe as clínicas financiadas pelos contribuintes de falar sobre o aborto com os pacientes.

Através do Twitter, a organização se referiu à nova política oficial como uma "lei da mordaça" e acusou o governo do presidente Donald Trump de obrigá-la a abandonar o programa Title X, que ajuda as pessoas de baixa renda a ter acesso a métodos de anticoncepção.

"Este é um ataque direto à Planned Parenthood e a nossa saúde e direitos, e não vamos defende-la", postou na rede social o provedor de atenção de saúde reprodutiva.

"Não vamos abandonar nossos pacientes", escreveu a Planned Parenthood, acrescentando que: "Estamos trabalhando para garantir que todos os pacientes possam ter a atenção médica que necessitam".

Trump introduziu a regra que proíbe clínicas de planejamento familiar financiadas pelos contribuintes de discutir o aborto com pacientes ou encaminhá-los para clínicas de aborto em 2018.