1 / 12

Grupo se refugia em caixa d'água por 6h e sobrevive ao incêndio de Portugal

AP Photo/Armando Franca

Grupo se refugia em caixa d'água por 6h e sobrevive ao incêndio de Portugal

Um grupo de 12 pessoas se refugiou dentro de uma caixa d’água e conseguiu sobreviver ao incêndio em Portugal que matou 62 pessoas. Há, ainda, cerca de 135 feridos, sendo ao menos quatro em estado grave.

Os bombeiros ainda lutam para eliminar todos os focos do incêndio, que até esta publicação continua a consumir as matas do país.

As 12 pessoas moravam em Nodeirinho, vilarejo às margens da rodovia IC8 e que foi destruído pelo fogo. A moradora Maria do Céu Silva teve a ideia de abrigar sua família e vizinhos no local, o que salvou a vida deles. Dentre os sobreviventes está uma idosa de 95 anos, mãe de Maria.

A ideia era que todos fugissem de carro, mas a idosa, que é deficiente, não conseguia subir na caminhonete e chegou a dizer para o restante da família deixá-la para trás.

“Meu marido disse para colocá-la na camionete, mas ela não conseguia entrar sozinha, e me disse: ‘Deixe-me morrer aqui'”, contou Maria ao jornal português Correio da Manhã.

“Com a ajuda do meu filho, conseguimos pegá-la e levá-la para lá (caixa d’água)”, completou. Além da idosa, o pai de Maria, de 81 anos anos, também ficou abrigado no local.

O grupo aguardou por seis horas para ser resgatado. Maria foi saudada como heroína. “Foi como um filme de terror.”