Guaidó anuncia giro internacional diante de possível negociação com Maduro

·2 minuto de leitura
O líder opositor Juan Guaidó, em 18 de junho em Caracas

Uma delegação do opositor venezuelano Juan Guaidó fará um giro internacional, que começará em Washington, no qual tentará definir "esquemas" para levantar sanções impostas ao governo de Nicolás Maduro, diante de uma possível negociação, anunciou o dirigente nesta sexta-feira (18).

Outro destino previsto é Bruxelas, segundo Guaidó, sem especificar o tamanho da representação ou a duração da viagem, realizada "com financiamento próprio" e que espera "que seja o mais rápida possível".

A visita a Washington está marcada para 21 a 25 de junho para encontros com autoridades do governo dos Estados Unidos, assim como membros do Congresso e do Senado, segundo sua equipe de comunicação.

"Consolidar um acordo não é apenas procurar um facilitador, neste caso a Noruega, (mas) também um apoio diplomático", que inclui "discutir" com os seus aliados "em que esquemas eles se sentem mais confortáveis (...) nessa suspensão progressiva das sanções", informou durante entrevista coletiva em Caracas. Além de definir "quais poderiam ser os países acompanhantes" das negociações, continuou.

Reconhecido como presidente interino da Venezuela por 50 países desde janeiro de 2019, Guaidó propôs em maio retomar as negociações com Maduro para solicitar um cronograma de eleições, que inclui eleições presidenciais, em troca da "suspensão progressiva" das sanções.

Maduro, por sua vez, declarou-se disposto a se encontrar com a oposição "quando quiser, onde quiser e como quiser". Como primeiro ponto nas negociações, o presidente pediu "o levantamento imediato de todas as sanções" contra a Venezuela.

Em agosto de 2019, o presidente chavista encerrou os diálogos promovidos pela Noruega, em repúdio às duras sanções econômicas dos Estados Unidos, principal apoiador internacional de Guaidó. Após o fracasso dessas aproximações, o governante - apoiado pelas Forças Armadas e por aliados como Rússia e China - iniciou o diálogo com outros setores da oposição.

atm/jt/dga/bn/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos