Guarda Civil e dependentes químicos entram em confronto na região da cracolândia

Dependentes químicos e agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM) entraram em confronto na região da cracolândia, no Centro de São Paulo, nesta terça-feira. Bombas de gás foram utilizadas nos entornos da Praça Princesa Isabel. Não houve feridos.

A Secretaria Municipal de Segurança Urbana afirmou, em nota, que os agentes da GCM que faziam ronda na região "tiveram que intervir no princípio de tumulto causado pelos usuários devido à presença de uma equipe de reportagem que estava pelo local". Segundo a nota, "os usuários começaram a jogar objetos contra os jornalistas e os guardas e houve a necessidade da utilização de bombas de dispersão para controlar a situação".

Segundo a pasta, um homem foi preso na Rua Helvétia por porte de drogas. Nesta segunda-feira, um homem morreu esfaqueado após uma briga entre dependentes químicos da região de Campos Elíseos, entre a Avenida Duque de Caxias e a Alameda Barão de Limeira.

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, disse em entrevista à Rádio Bandeirantes que 22 dependentes químicos foram internados de forma compulsória desde o dia 27 de abril.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos