R.Unido qualifica de "positiva" suspensão de testes nucleares norte-coreanos

Londres, 21 abr (EFE).- O Ministério de Relações Exteriores britânico considerou neste sábado o anúncio da Coreia do Norte de suspender seus testes nucleares e de mísseis como "um passo positivo".

"Esperamos que isto indique um esforço para negociar de boa fé", apontou hoje dito departamento em um comunicado sobre a decisão do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, que também fechará o centro de testes nucleares que há no nordeste do território.

O ministério acrescentou que o Reino Unido segue "comprometido a trabalhar com seus parceiros internacionais" para atingir o objetivo "de uma desnuclearização completa, verificável e irreversível" da peninsula da Coreia e fazer isso "através de meios pacíficos".

"Um compromisso a longo prazo de Kim Jung-un de deter todas os testes nucleares e os lançamentos de mísseis balísticos intercontinentais (ICBM) é um passo positivo", assegurou.

A agência norte-coreana KCNA informou hoje que Kim decidiu suspender a partir de 21 de abril os testes nucleares e de mísseis perante as próximas cúpulas com Seul e Washington.

Dentro de uma semana, em 27 de abril, se reunirá com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, na militarizada fronteira entre as duas Coreias, na qual será a primeira reunião entre governantes coreanos em 11 anos.

Além disso, tem previsto realizar entre o final de maio e começo de junho outra cúpula com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a primeira da história entre os líderes de ambos países.

Trump considerou hoje uma "muito boa notícia" a decisão da Coreia do Norte e assegurou que deseja se reunir com o líder norte-coreano. EFE

pbv/ff