Guarda Municipal oferece à população oportunidade de adotar três animais do seu Grupamento de Cães

·2 min de leitura

RIO - Quem quiser ter em casa um cachorro de raça que, além de fiel companheiro, já prestou bons serviços à sociedade, terá uma grande oportunidade oferecida pela Guarda Municipal do Rio, através da adoção de um trio canino com um currículo digno de um verdadeiro agente municipal. Os três animais fazem parte do Grupamento de Cães de Guarda (GCG) e estão perto de atingiir a idade limite para abandonar atuação nas ruas. Agora, como todo bom trabalhador, buscam um lar para usufruir da merecida "aposentadoria".

Os animais se chamam Bob, um labrador retriever preto de cinco anos; Morfeu, um belga de malinois de quatro anos; e a Lady, uma pastora alemã de quatro anos. Qualquer pessoa pode se candidatar a adotante no diretamente no Canil da GM-Rio, localizado na Avenida Bartolomeu de Gusmão, nº 1200, fundos, na Mangueira, de segunda a sexta-feira, de 9h a 14h.

Bob e Lady têm no currículo profissional diversas apresentações do Showdog. Segundo a Guarda, o labrador é um cão ativo e sociável. Já Lady é tranquila e carinhosa. Morfeu atuava no patrulhamento, em ações de guarda e proteção. É considerado um cão equilibrado e fiel.

Os candidatos à adoção são submetidos a um processo rigoroso de seleção. Eles são avaliados por guardas que convivem com os animais desde os primeiros anos de vida.

Os possíveis novos donos são submetidos a entrevistas, nas quais são avaliadas as condições da casa e o perfil do candidato. O passo seguinte são os encontros com os cães para verificar se haverá entrosamento entre os dois.

Os escolhidos assinam um termo de responsabilidade e terão que dar garantias de que os animais não trabalharão mais. Após esse processo, os cães são encaminhados para os novos donos. Os cães da Guarda Municipal começam a trabalhar a partir do primeiro ano de vida e "se aposentam", em geral, ao completar sete anos. Após esse período, a prioridade na fila de adoção é do guarda que trabalhou com o animal. Mas muitos, por já terem três, quatro, cinco cachorros de grande porte em casa, não têm condições de adotar. Então, o processo é aberto para guardas do GCG ou de outras unidades da GM-Rio e também para o público em geral.

Criado em 24 de março de 1994, o Grupamento de Cães de Guarda (GCG) tem a finalidade de auxiliar patrulhas em ruas, monumentos e prédios públicos da cidade. No início, eram 17 guardas municipais e apenas seis pastores alemães, sem pedigree. Atualmente, o efetivo conta com 38 cães, que recebem treinamento frequente para atuar no patrulhamento e em ações de interação social com os cidadãos cariocas, por meio de apresentações de Showdog.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos