Guarda Nacional americana é acionada para ajudar a conter protestos pró-Trump

·1 minuto de leitura
Apoiadores de Trump entram em confronto com a polícia e as forças de segurança, enquanto invadem o Capitólio dos EUA em Washington, DC, em 6 de janeiro de 2021.

Tropas da Guarda Nacional estão sendo mobilizadas em Washington e estados vizinhos depois que manifestantes que apoiam o presidente Donald Trump invadiram o Capitólio dos Estados Unidos nesta quarta-feira (6), informaram a Casa Branca e o Pentágono.

O envio de reforços foi anunciado pela Casa Branca e pelo Pentágono e confirmado por Ralph Northam, o governador democrata da Virgínia, estado vizinho da capital federal. Além disso, Maryland, outro vizinho, anunciou o envio de tropas da Guarda Nacional e da polícia estadual.

O porta-voz do Pentágono, Jonathan Hoffman, disse que toda a Guarda Nacional de Washington D.C., com 1.100 homens, foi convocada para garantir a aplicação da lei.

Os incidentes ocorreram durante a certificação dos resultados da eleição presidencial de novembro, nas quais o democrata Joe Biden derrotou Trump, que até agora não admitiu a derrota e pediu a mobilização de seus apoiadores.

Centenas de manifestantes pró-Trump foram à sede do Congresso e muitos invadiram o Capitólio, forçando a suspensão da sessão parlamentar que certificaria a vitória de Biden.

sst/ft/mvv/am/jc/mvv