Guarda Revolucionária: Irã se apodera de petroleiro estrangeiro

A Guarda Revolucionária iraniana anunciou nesta quinta-feira que se apoderou de "um petroleiro estrangeiro", que estaria "contrabandeando combustível" para o Golfo.

O petroleiro foi retido no domingo, 14 de julho, ao sul da ilha iraniana de Lark, no Estreito de Ormuz, informou o Sepah News, site oficial da Guarda Revolucionária, o exército de elite ideológico iraniano, sem especificar o nome do barco ou qual seria sua bandeira.

"Este barco, com capacidade para dois milhões de barris e 12 tripulantes a bordo, estava a caminho para entregar o contrabando de combustível (recebido de) navios iranianos a navios estrangeiros em regiões mais distantes quando foi interceptado pela Força Naval da Guarda Revolucionária", de acordo com o Sepah News.

O anúncio acontece duas semanas depois de a polícia e os serviços alfandegários de Gibraltar, auxiliados pelos fuzileiros navais britânicos, interceptarem um petroleiro iraniano na costa do território britânico, localizado no extremo sul da Espanha.

De acordo com a Sepah News, o relatório do navio confiscado foi entregue aos tribunais, que estão investigando o assunto.

Na terça-feira, o Ministério do Exterior iraniano anunciou que seu país havia dado assistência a "um petroleiro estrangeiro que tinha um problema técnico" no Golfo.

Mais cedo, organização TankerTrackers, especializada em monitorar carregamentos de petróleo, tinham relatado que um petroleiro de bandeira panamenha, de nome Riah, que fazia viagens no Estreito de Ormuz para reabastecer outros navios, entrou em águas iranianas em 14 julho.

De acordo com a TankerTrackers, o sinal do sistema automático de identificação de petroleiros havia sido interrompido naquele momento.

A última posição conhecida do Riah foi no Estreito de Ormuz, na ilha de Qeshm, localizada a menos de 6 milhas náuticas (11 km) a oeste de Lark.