‘Guardiões do Crivella’ também agem em transmissões na internet para defender prefeitura

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - AUGUST 14: Mayor of Rio de Janeiro Marcelo Crivella speaks during the opening of the Escola Civico-Militar General Abreu on August 14, 2020 in Rio de Janeiro, Brazil. The civic-military school inaugurated by the city of Rio de Janeiro has a capacity for 500 students. Two other units will be added to the complex, which will be launched by the end of the year. Civic-military schools are non-militarized institutes with retired military agents as tutors, a model advocated by the government of Jair Bolsonaro. (Photo by Buda Mendes/Getty Images)
Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, será investigado por contratar servidores sem concurso para impedir trabalho da imprensa (Foto: Buda Mendes/Getty Images)

Os chamados “Guardiões do Crivella”, contratados pela prefeitura do Rio de Janeiro para ficarem na porta de hospitais e impedir a atuação da imprensa, não agem apenas fisicamente. Segundo a TV Globo, uma das funcionárias do prefeito entrou em uma transmissão ao vivo de uma TV comunitária.

Na ocasião, a filha de um paciente pedia ajuda ao pai. A funcionária de Crivella, então, começou a dar um parecer favorável à prefeitura e, depois, ofereceu ajuda a família, em troca de crédito nas redes sociais.

A TV Globo mostrou que, em junho, Fabiane, cujo pai estava internado, usou a redes sociais para pedir ajuda ao paciente, internado no Hospital Municipal Evandro Freire, na Ilha do Governador. O homem esperava para ser transferido há uma semana.

No dia 16 de julho, a TV Ilha, veículo comunitária, falou com Fabiane em uma transmissão ao vivo para relatar o caso. Então, Daniela Rocha Pinto de Jesus, uma das responsáveis pelo hospital, entrou na live. Ela elogiou os serviços do Evandro Freire e foi questionado pelo apresentador se era assessora do prefeito Marcelo Crivella. E respondeu que sim.

Leia também:

No dia seguinte, ela pediu para que a TV Ilha apagasse o trecho em que confirma trabalhar com Marcelo Crivella. O canal, entretanto, manteve.

De acordo com informações da TV Globo, Daniela ocupa um cargo especial no gabinete do prefeito desde março de 2019 e o salário é de R$ 5.206,66.

Quando a live acabou, Daniela procurou Fabiane e pediu para que a marcasse nas redes sociais. “Se você puder depois lá no Facebook agradecer, tipo, bota meu nome e me marca lá. Por que querendo ou não querendo, as pessoas veem, entendeu?”

O vídeo foi postado por Fabiane, ao lado do irmão, com agradecimentos a Daniela.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos