Guatemala pede aos EUA que aprove proteção temporária para seus migrantes

·2 minuto de leitura

A Guatemala pediu nesta terça-feira (6) ao secretário de Segurança Interna dos Estados Unidos, Alejandro Mayorkas, em visita ao país, que permita que seus migrantes tenham acesso ao Status de Proteção Temporária (TPS) para que possam trabalhar legalmente.

“Fizemos a atenta solicitação e reiteração por parte do governo da Guatemala para que o TPS seja considerado para nossos guatemaltecos que estão nos Estados Unidos”, disse o chanceler guatemalteco, Pedro Brolo, durante coletiva de imprensa conjunta com Mayorkas no Palácio Nacional da Cultura, antiga sede do governo.

“Podemos criar outras trajetórias legais para a migração para que as pessoas não precisem migrar de forma irregular, colocando em risco suas vidas e a de seus filhos”, afirmou Mayorkas, embora não tenha citado publicamente o pedido da Guatemala.

Ele lembrou que o presidente americano Joe Biden estabeleceu "uma prioridade para os trabalhadores guatemaltecos com a oportunidade de trabalhar legalmente nos Estados Unidos por meio do programa de visto H2B" e uma ampliação "das oportunidades de trabalho agrícola por meio do programa de visto H2A".

Ambos os vistos permitem contratos temporários, sem residência. Ele não deu mais detalhes.

“Os Estados Unidos e a Guatemala só podem ter sucesso e prosperar se trabalharmos juntos, se interagirmos em um diálogo e mantermos linhas de comunicação abertas e se nos unirmos em torno de soluções inteligentes”, disse Mayorkas, que também se encontrou com o presidente Alejandro Giammattei nesta terça.

No início de junho, Giammattei afirmou que um TPS para seus migrantes tiraria a pressão de sua economia, atingida pela pandemia de covid-19 e que atualmente não tem capacidade para empregar cidadãos que retornem.

O Status de Proteção Temporária foi criado na década de 1990 para proteger da deportação e permitir o trabalho legal a estrangeiros que, devido a desastres naturais ou instabilidade política em seus países, não pudessem retornar com segurança.

Os migrantes salvadorenhos e hondurenhos foram beneficiados com o TPS devido a conflitos armados e desastres naturais, circunstâncias pelas quais os guatemaltecos também passaram.

O benefício pode ser aplicado de seis a 18 meses e ser renovado até que as condições dos países mudem. Em 11 de março de 2021, quase 320 mil estrangeiros estavam nos EUA protegidos pelo TPS, concedido a 10 países.

A respeito da migração, o chanceler Brolo comentou que a questão dos traficantes de pessoas, conhecidos como coiotes, é "preocupante" para os Estados Unidos, porque estão sendo abandonadas "crianças [na fronteira] para justificar a reunificação com suas famílias".

Durante sua visita, Mayorkas assinará um convênio com o Instituto Guatemalteco de Migração para melhorar um centro de recepção de repatriados por via aérea, que ele visitará nesta quarta-feira na Cidade da Guatemala.

ec/mav/rsr/ic

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos