Guedes é um lastimável animador de mercado, diz Mandetta

·1 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 04.05.2021 - O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 04.05.2021 - O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta respondeu, nesta segunda-feira (24), às críticas do ministro da Economia, Paulo Guedes. Em entrevista à Folha, Guedes afirmou que Mandetta "nunca falou em segunda onda, jamais falou em vacina, nunca falou em testagem em massa".

Ministro da Saúde de 1º de janeiro de 2019 a 16 de abril de 2020, Mandetta afirmou que "Paulo Guedes é o responsável por não gerir a economia sincronizado com a saúde".

Segundo Mandetta, Guedes perdeu o "timing".

"Durante meu período na saúde, [Guedes] criou o falso dilema que entre saúde e economia, ficava com economia. Burro."

Ainda segundo Mandetta, Guedes sabotou seu sucessor, o ex-ministro Nelson Teich. Segundo Mandetta, Teich foi indicação do próprio Guedes.

Mandetta disse ainda que Guedes definiu o auxílio de R$ 600 e explodiu o déficit "por não escutar".

"Perdeu toda sua equipe. Depois deixou quatro meses sem auxílio e assistiu Pazuello [Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde] fazendo nada. E fez nada junto. Sentou em cima da vacina e jogou fora o ano econômico. Agora perde cada vez mais a credibilidade ao querer ensinar ao Congresso o que fazer com o pesadelo que ele mesmo criou. Não entrega nada. É apenas um lastimável animador de mercado", afirmou Mandetta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos