Guedes: Bolsonaro pode ter ultrapassado o limite em palavras, mas não em ações

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA – O ministro da Economia, Paulo Guedes, foi questionado por investidores estrangeiros sobre as manifestações do Sete de Setembro e o comportamento do presidente da República, Jair Bolsonaro, em razão da crise institucional do país e dos seus reflexos na economia. Guedes reconheceu que o presidente pode ter se excedido em palavras, mas não em ações, e destacou a solidez da democracia brasileira ao afirmar que os excessos de um ator vêm sendo contidos por outras instituições.

— Atores, especificamente o presidente, podem ter ultrapassado os limites em palavras, mas não em ações. Mas a coisa é: e os atos? O presidente nunca mandou prender ninguém, nunca transgrediu nada no campo fiscal. O presidente está tentando muito, o máximo que ele pode, para ficar dentro das quatro linhas — afirmou o ministro durante evento virtual do banco Credit Suisse.

Guedes quis explicar aos investidores estrangeiros, sobretudo aos americanos, a situação do país. Mais uma vez, ele afirmou que as democracias são barulhentas, sobretudo as emergentes, e disse que milhares de pessoas foram às ruas no dia Sete de Setembro para uma celebração pacífica da democracia.

— É um direito dos cidadãos manifestar sua opinião, mas nunca, nunca, com violência — disse, acrescentando que isso também vale para a opinião sobre o trabalho das instituições.

O ministro defendeu que as instituições brasileiras estão trabalhando e que, quando há excesso por parte de um ator específico, as outras instituições aparecem para tentar contê-lo.

— Essa é a confiança que temos. Somos seres humanos, cometemos erros, às vezes ultrapassamos limites, mas o importante é que temos instituições evoluindo, e elas ficam melhores a cada tempo —, acrescentando que a cada vez que alguém ultrapassa limites, as outas instituições aparecem e demarcam esse limite novamente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos