Guedes diz que pode dobrar corte de imposto para empresas se 'dois ou três' subsídios forem removidos

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quinta-feira que o governo estuda uma redução do Imposto de Renda para Pessoas Jurídicas (IRPJ) de 10 pontos percentuais, a vigorar imediatamente, caso sejam removidos “alguns” subsídios específicos que beneficiam poucas empresas e setores.

— Nós estamos reavaliando isso, e já estamos praticamente convencidos, que em vez de 2,5 (pontos percentuais), podemos reduzir até 5 p.p. o imposto de renda das empresas. Mas se tivermos a coragem de remover dois, três, quatro grandes subsídios, podemos ir até uma redução de 10 pontos percentuais – afirmou Guedes durante a coletiva de apresentação dos dados de emprego formal de maio.

A proposta de alteração do Imposto de Renda, que inclui a revisão da tabela para pessoa física, implica na tributação de lucros e dividendos em 20% e na redução do imposto de renda para as empresas.

Inicialmente, a proposta prevê uma redução de 2,5 p.p. em 2022 e mais 2,5 p.p. em 2023, mas o próprio ministro já havia sinalizado a possibilidade de uma redução de 5 p.p. já em 2022 após receber fortes críticas do setor produtivo, que alegou aumento da carga tributária.

— Não temos compromisso com erros. Se os primeiros cálculos e as doses que nós calculamos resultaram em aumento de tributação efetiva, nós reduziremos as alíquotas – afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos