Guedes encontra economistas da transição de Lula

Lula reclamou da reação do mercado, e Paulo Guedes sugeriu que ele
Lula reclamou da reação do mercado, e Paulo Guedes sugeriu que ele "calasse a boca" (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
  • Paulo Guedes se reúne com economistas da transição de Lula;

  • Estiveram presentes Nelson Barbosa e Guilherme Mello;

  • Encontro acontece após críticas do atual ministro ao presidente eleito.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, se reuniu nesta quinta-feira (24) com economistas que integram a equipe de transição de governo de Lula (PT).

O encontro teve início às 11h, na sede da pasta. O grupo técnico do presidente eleito foi representado por Nelson Barbosa e Guilherme Mello.

A reunião foi marcada depois que Guedes reclamou das falas de Lula sobre a má reação do mercado financeiro, que se mostrou resistente à PEC da Transição —medida que visa tirar do teto de gastos as despesas com programas sociais, como o pagamento de R$ 600 do Auxílio Brasil.

Na época, o ministro sugeriu que o petista “calasse a boca” e começasse a trabalhar.

Ele também criticou a PEC, dizendo que Lula erra ao falar que as regras fiscais que limitam os gastos públicos atrapalham o Poder Executivo de fazer um uso melhor do orçamento.

Tanto Barbosa quanto Mello possuem convicções econômicas bastante diferentes das de Guedes. Os dois têm origem petista e participaram, junto com os economistas Persio Arida e André Lara Resende —de origem tucana —da primeira reunião feita pela área econômica que atua na transição.

O encontro foi realizado em 11 de novembro.

O objetivo do grupo é construir uma ação coordenada nas áreas fiscal e monetária para garantir a execução de um programa focado em políticas sociais, segundo informações passadas à coluna do jornalista Valdo Cruz, da GloboNews.

Eles acompanharam de perto a elaboração da PEC da Transição, de acordo com interlocutores do presidente eleito.