Guedes faz nova mudança no Ministério e esvazia Secretaria de Carlos da Costa

·2 minuto de leitura

BRASÍLIA – O ministro da Economia, Paulo Guedes, fez mais uma mudança sua equipe e promoveu ao cargo de assessor especial da pasta, Jorge Lima. A medida representa um esvaziamento da área do secretário especial de Produtividade e Competitividade, Carlos da Costa. Lima ocupava o cargo de secretário da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação, ligada a Costa.

O novo assessor especial é reconhecido como um dos melhores nomes da equipe de Carlos da Costa. Ele foi executivo de grandes empresas e “mantém ótimo relacionamento com a iniciativa privada”, diz em nota o Ministério da Economia.

“Ele reforçará o diálogo com o setor produtivo e apoiará a condução das reformas estruturantes no Congresso Nacional”, diz um trecho da nota.

Segundo auxiliares do ministro, Costa está com os dias contados no Ministério. Guedes estaria insatisfeito com a atuação do secretário, que costuma ser criticado por gostar de extrapolar as suas atribuições. Além disso, Costa comprou briga com empresários por tentativa de interferência no Sebrae. Há cerca de três meses, ele se autonomeou membro deliberativo da entidade.

Um dos episódios recentes, o secretário gravou um vídeo no Palácio do Planalto, em que exalta feitos da seus secretaria, sem mencionar diretamente o Ministério da Economia. Ele citou o marco regulatório de startups e de ferrovias.

“O Brasil mais um grande sucesso com milhares de empresas, aumentando em mais de 50% a produtividade e o Inmetro com mais liberdade para veículos elétricos”, diz o secretário no vídeo.

Segundo interlocutores, o secretário tem feito também movimentações políticas, com encontros com presidentes dos partidos, dando demonstração de que tem pretensões políticas. O comportamento ampliou a insatisfação de Guedes. Há algumas semanas, Costa não participa das reuniãos de secretários com o ministro.

Em uma viagem à fábrica da Toyota em Sorocaba (SP), na última sexta-feira, Costa aparece paramentado e usando capacete em uma gravação, com o slogan da sua Secretaria. O motivo da visita, segundo a divulgação, foi verificar os avanços na geração de empregos pela empresa e conhecer inovações tecnológicas. No Ministério, a medida foi interpretada como propaganda para a empresa.

Costa é remanescente da equipe técnica de Guedes, na montagem do super Ministério da Economia. Ele assumiu a área de atuação do extinto Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Segundo auxiliares, Guedes tem dificuldades em demitir e preferia que a iniciativa de deixar o cargo partisse do próprio secretário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos