Ataque russo sem alvo claro mata no mínimo 20 na Ucrânia, dizem autoridades

Foguetes russos atingiram um prédio de escritórios no centro da Ucrânia na manhã desta quinta-feira, matando pelo menos 20 pessoas, disseram autoridades, no mais recente ataque a um alvo civil na Ucrânia que não parecia ter um objetivo militar direto.

Após reconhecimento de separatistas: Ucrânia rompe relações com Coreia do Norte

'Não é possível fugir da guerra': Moradores de Bakhmut, na Ucrânia, relatam temor após ataques

O chefe da Polícia Nacional, Ihor Klymenko, disse que 90 pessoas estão feridas e cerca de 50 precisam de atenção médica séria depois que três foguetes atingiram o centro de Vinnytsia, província no centro-oeste do país, muito distante das frentes de batalha no Leste. O fogo se espalhou para instalações vizinhas, incluindo um estacionamento onde 50 carros estão em chamas, informou a polícia.

Vídeos divulgados pela agência mostraram fumaça saindo de prédios de vários andares e equipes de bombeiros jogando água nas carcaças fumegantes de veículos virados. O incêndio no centro da cidade foi enorme.

O presidente Volodymyr Zelensky da Ucrânia condenou o ataque. “Todos os dias, a Rússia destrói a população civil, mata crianças ucranianas, lança foguetes contra objetos civis”, disse ele em uma mensagem no Telegram. “O que é isso, senão um ato aberto de terrorismo?”

Após as explosões, moradores assustados ficaram nas calçadas, observando uma espiral de fumaça preta subindo do centro da cidade. As pessoas estavam com medo, embora os ataques “tenham se tornado habituais”, disse ao New York Times Iryna Mykhailova, uma babá que mora em Vinnytsia, por telefone.

Outra testemunha, Raisa Ludanova, disse:

— Não tive tempo de ficar com medo porque foi um barulho alto muito repentino. Uma janela do meu quarto foi arrancada.

Vinnytsia, que tinha uma população pré-guerra de mais de 370 mil pessoas, fica a oeste do rio Dnipro, a centenas de milhares da região do Donbass, no Leste da Ucrânia, que é o foco da campanha militar de Moscou nas últimas semanas. A área não sofre ataques significativos desde o início de março, dias após a invasão da Rússia, quando mísseis de cruzeiro russos atingiram um aeroporto da cidade.

O ataque mortal a Vinnytsia ocorre cinco dias depois de um ataque russo semelhante a Chasiv Yar, que matou 48 pessoas. O ataque com mísseis russos no sábado atingiu um prédio de apartamentos de cinco andares na cidade de Chasiv Yar, Donetsk Oblast.

Várias cidades ucranianas foram alvo da Rússia nesta quinta-feira, incluindo Mykolaiv, no Sul; Kharkiv, no Leste, e várias cidades na província de Donetsk — Sloviansk, Kramatorsk, Chasiv Yar e Mykolaivka. As estimativas preliminares indicam que duas pessoas foram mortas e mais sete ficaram feridas como resultado desses ataques.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos