Guerra na Ucrânia faz 14 milhões de refugiados

Segundo a avaliação do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados, 14 milhões é o número aproximado de pessoas que tiveram de fugir devido à invasão russa da Ucrânia. Trata-se da maior e mais rápida deslocação das últimas décadas, mas as Nações Unidas defendem que a Europa é capaz de lidar com a crise.

Na União Europeia, vimos uma resposta aberta aos refugiados, bem gerida e sobretudo partilhada - contrariando muitas das declarações frequentemente repetidas por alguns políticos.

Os ucranianos estão prestes a enfrentar "um dos invernos mais rigorosos do mundo em circunstâncias extremamente difíceis", incluindo a contínua destruição das infra-estruturas civis. Neste cenário a ONU admite que a resposta humanitária parece "uma gota no oceano das necessidades".

No entanto, o Alto Comissariado para os Refugiados e outras organizações não governamentais estão a aumentar a capacidade e preparam meios para ajudar mais refugiados, à medida que a guerra continua.