Guerrero completa 17 anos de carreira e frisa: 'São anos de aprendizados e conquistas'

Futebol Latino
·3 minuto de leitura


Um dos grandes nomes da história do futebol sul-americano, Paolo Guerrero comemora 17 anos de carreira nesta sexta-feira (23). Foi nessa mesma data, em 2003, que o jogador fez sua primeira partida como jogador profissional com a camisa do Bayern de Munique.

O jogador estava na equipe B do time e era destaque com 21 gols marcados em 25 partidas. Sua estreia aconteceu pela Copa da Alemanha, contra o Hamburgo, onde o atacante teve 14 minutos para mostrar sua capacidade. Um ano depois, o jogador ingressava no grupo profissional da equipe alemã e
começava sua trajetória de sucesso.

Após sua formação na equipe do Alianza Lima, onde foi destaque com 15 anos, Guerrero teve seu início de carreira na Alemanha. Desde 2002 na equipe de base do Bayern, o centroavante ficou na equipe bávara até o final de 2006 onde disputou 45 jogos e balançou as redes em 13 oportunidades.

Após o términodo seu vínculo o peruano se transferiu para o Hamburgo onde ficou até 2012. Em sua segunda equipecno mesmo país, Guerrero se destacou, marcou seu primeiro hat-trick da carreira e disputando 183 partidas com 51 gols assinalados.

Com grande carreira na Europa, o atleta foi procurado pelo Corinthians e iniciou sua trajetória em território brasileiro. Logo em seu primeiro ano com a camisa alvinegra conquistou o Mundo marcando o gol na final contra o Chelsea. Pela equipe paulista entrou em campo 126 vezes, deu 14 assistências e marcou 54 gols.

Desejado por muitos clubes na América e Europa, o ídolo peruano deu sequência à sua história no Brasil. Após a disputa da Copa América de 2015, o camisa nove se transferiu para o Flamengo onde atuou por quatro temporadas, fez 112 jogos e colocou 43 bolas na rede.

Atualmente, no Internacional, o jogador segue com destaque e quebrando recordes. Com 56 jogos e 30 gols marcados, Guerrero marcou seu gol de número 100 no futebol brasileiro, é o goleador estrangeiro em atividade da história do Brasileirão e foi artilheiro da Copa do Brasil na temporada passada.

Além disso, sua história na seleção peruana também é marcante, sendo artilheiro da Copa América no ano passado, sendo também um dos responsáveis por levar a Blanquirroja para a última Copa do Mundo, além dos mais de 100 jogos e 39 tentos, se notabilizando como o maior artilheiro da história da seleção do Peru.

- Agradeço por comemorar mais um ano de carreira. São anos de aprendizado e conquistas pelos clubes e alguns pessoais. Quero seguir trabalhando, jogando para dar alegria aos torcedores e pessoas que me acompanham. Um agradecimento especial para todos os times que passei, técnicos, comissões e o apoio da minha família - afirmou o centroavante.

Somando todas as suas passagens, Guerrero já conquistou 15 títulos, 24 prêmios individuais e 13 artilharias. Porém, a briga nesse momento para Guerrero é outra já que, depois da dura lesão sofrida no ligamento cruzado do joelho em agosto diante do Fluminense no Brasileirão, ele segue com o processo de recuperação e deve retornar aos gramados apenas em 2021.