Guilherme de Pádua morreu na mesma data da estreia de novela de Glória Perez, em 1995

Internautas têm apontado uma coicidência na morte do ex-ator Guilherme de Pádua, que faleceu neste domingo vítima de um infarto. O pastor da Igreja Lagoinha, na capital mineira, morreu, aos 53 anos, na mesma data da estreia da novela "Explode Coração", de Gloria Perez, lançada no dia 6 de novembro de 1995.

A obra da roteirista, que completou 27 anos de estreia em 2022, foi o primeiro trabalho dela após a morte da filha Daniella Perez, em 1992. A jovem, assassinada por De Pádua, foi morta com 16 perfurações quando tinha 22 anos. Oito delas foram dadas no coração.

Guilherme e Daniella atuavam juntos na novela "De Corpo e Alma", também de autoria de Gloria Perez, dando vida aos personagens "Bira" e "Yasmin". Os dois faziam par romântico, quando o ator, junto a então esposa Paula Thomaz, praticaram o crime.

O corpo de Daniella foi encontrado tarde da noite, no dia 28 de dezembro, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, em um matagal. No dia 11 de agosto, quando completaria 52 anos de idade se estivesse viva, a falecida atriz recebeu homenagens da mãe.