Guiné Equatorial comparece às urnas com reeleição de Obiang Nguema assegurada

Os eleitores de Guiné Equatorial comparecem às urnas neste domingo (20) para eleições presidenciais e legislativas, nas quais Teodoro Obiang Nguema, no poder há 43 anos, têm a reeleição garantida.

O pequeno país africano de 1,4 milhão de habitantes tem um regime político que está entre os mais autoritários do mundo.

No total, 427.661 pessoas estão registradas para votar.

Obiang Nguema, de 80 anos e que aspira o sexto mandato presidencial, tem o recorde mundial de longevidade no poder, sem considerar as monarquias.

Ele sempre foi eleito com mais de 93% dos votos e seu todo-poderoso Partido Democrático de Guiné Equatorial (PDGE) ocupa 99 das 100 cadeiras da atual Assembleia Nacional e 55 do Senado, que também serão renovados neste domingo, assim como as prefeituras.

Na disputa presidencial, Teodoro Obiang Nguema enfrenta Andrés Esono Ondo, secretário-geral da Convergência para a Democracia Social (CPDS), o único partido de oposição que não foi proibido, e Buenaventura Monsuy Asumu, do Partido da Coalizão Social Democrata (PCSD), aliado do PDGE nas legislativas.

sam-gir/sba/zm/fp