Guru de Bolsonaro, Olavo de Carvalho diz que está hospitalizado com pneumonia

Colaboradores Yahoo Notícias
·2 minuto de leitura
Olavo de Carvalho, guru ideológico da família Bolsonaro

Considerado “guru ideológico” da família Bolsonaro, Olavo de Carvalho, de 73 anos, informou que está com pneumonia. Em seu perfil no Twitter, ele publicou um vídeo em que não aparece, apenas com frases sobre o diagnóstico e o cancelamento de suas aulas do curso de filosofia.

“Caros alunos. Hoje não vai ter aula. Peguei uma pneumonia e estou no hospital. Desculpem a mancada. Volto na semana que vem. Abração!”, diz o vídeo. Olavo não deu detalhes sobre seu estado de saúde.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Leia também

Há um mês, Olavo de Carvalho foi silenciado na mesma rede social por ter feito postagens negacionistas sobre a pandemia da Covid-19, e teve publicações apagadas por violação de regras. Após a punição, o guru bolsonarista anunciou que irá deixar a plataforma.

“Estou caindo fora do Tuíts. Aquilo é a Cracolândia da internet. Pode enfiar a sua rede no cu, Mr. Dorsey. Estou aqui, no Telegram e no Gab. Quando o Parler reabrir, estarei lá também”, escreveu ele no Facebook.

Olavo também revelou, via Facebook, que recebeu a punição por propagar desinformação. Ele publicou uma imagem com a mensagem do Twitter dizendo “limitamos temporariamente algumas funções da sua conta” por “violação da política de disseminação de informações enganosas e potencialmente prejudiciais relacionadas à Covid-19”.

O fervor de bolsonaristas negacionistas aumentou nas redes sociais após a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do uso de vacinas contra o coronavírus e do início da imunização com a Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac.

Além disso, Olavo pediu no Facebook que lhe mostrassem vídeos ou fotos de UTI cheias de vítimas do “mocoronga vírus”, como ele se referiu ao coronavírus, e disse que Covid-19 era o “novo nome da gripe”. Um dos posts foi apagado pelo Twitter, por também disseminar desinformação, mas seguem no Facebook.