Hacker acessa dados médicos de 15 milhões de pacientes no Canadá

LifeLabs, laboratório canadense divulgou que um hacker invadiu seus sistemas de computadores e pode ter acessado os dados de mais de 15 milhões de clientes no Canadá

Um laboratório canadense divulgou nesta terça-feira que um hacker invadiu seus sistemas de computadores e pode ter acessado os dados de mais de 15 milhões de clientes no Canadá, quase metade da população.

A LifeLabs, que faz exames de sangue e outras análises laboratoriais, informou numa carta a seus clientes que seus nomes, dados de contato, números do cartão de saúde e resultados de exames clínicos foram acessados num ciberataque ocorrido no início de novembro.

A maioria dos afetados reside em Ontário e Colômbia Britânica, províncias que anunciaram uma investigação conjunta.

Além disso, a empresa reconheceu ter pago uma quantia não revelada aos hackers responsáveis pelo ataque para recuperar os dados roubados e trabalha com especialistas em segurança na área de informática para identificar os computadores afetados e determinar a extensão da invasão.

O laboratório acrescentou que seus consultores "não viram a divulgação pública de dados de clientes em suas investigações, o que inclui a vigilância da 'dark web', redes ocultas onde produtos ilícitos são comercializados, e outros sites".