Hackers pedem R$ 250 milhões em bitcoins para liberar sistema da prefeitura de Itapemirim, no ES

A Prefeitura de Itapemirim teve seu sistema de processamento digital hackeado no início desta semana. Ele só foi retomado na tarde de quarta-feira. Segundo o município, os criminosos chegaram a pedir R$ 250 milhões em bitcoins pelo resgate dos dados roubados.

420 gigas: Hackers atacam e sequestram dados da Secretaria da Fazenda do Rio

Crime: Brasileiro preso por tráfico de drogas no Paraguai é extraditado para os Estados Unidos

Um boletim de ocorrência foi feito pela prefeitura, e o ataque cibernético é investigado pela Polícia Civil. O sistema hackeado servia para a tramitação digital de processos, segundo o município.

O valor do resgate foi divulgado apenas na quarta-feira pela prefeitura após uma reunião de representantes do município com o Superintendente Regional da Polícia Federal no ES, o delegado Eugênio Ricas.

Os hackers deixaram uma mensagem em inglês no sistema do município, pedindo para que o pagamento do resgate fosse feito em criptomoedas. O ataque aconteceu na noite do último domingo.

Na quarta-feira, o sistema foi retomado, segundo anunciou a prefeitura pelas redes sociais. Os técnicos do município conseguiram retomar as atividades do sistema graças a um backup.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos