Haddad: ‘Desenrola’, para renegociar dívidas, deve ser apresentado a Lula em janeiro

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta terça-feira que vai apresentar ao presidente Lula ainda em janeiro o programa "Desenrola", voltado para negociação de dívidas e promessas de campanha. Segundo ele, o programa não vai se restringir às famílias e também atingirá pequenas empresas.

— Em janeiro, programa para endividados será para pessoa física, mas haverá linhas para pessoa jurídica — disse o ministro, em entrevista ao site "Brasil 247".

Mercado financeiro: ‘Está caindo a ficha’ sobre medidas do governo Bolsonaro, diz Haddad sobre queda da Bolsa

Repercussão: Discurso de posse de Haddad agrada analistas, que cobram ações concretas em relação à política fiscal

Ele disse que o seu secretário-executivo, Gabriel Galípolo, tratará da proposta primeiramente com as presidentes da Caixa e do Banco do Brasil.

— Queremos contar com bancos privados, se possível — afirmou.

Haddad contou ainda é que o programa alcance também pequenas empresas.

— Devemos ter uma ação para pequenas empresas também — disse.