Haddad lidera em SP com 32%, Tarcísio tem 17% e Rodrigo, 10%, mostra Ipec

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Fernando Haddad (PT) variou dentro da margem de erro e manteve a vantagem na corrida pelo Governo de São Paulo, registrando 32% das intenções de votos na pesquisa Ipec divulgada nesta terça-feira (30). Há duas semanas, ele tinha 29%.

Em seguida, aparecem o ex-ministro Tarcísio de Freitas (Republicanos) e o governador Rodrigo Garcia (PSDB), com 17% e 10%, respectivamente. Na rodada anterior, eles tinham 12% e 9%.

O levantamento, contratado pela TV Globo, ouviu 1.504 pessoas em 65 cidades do estado, de segunda (29) a esta terça (30), com margem de erro de três pontos percentuais. Capta, portanto, o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, liberada na sexta (26).

Haddad concorre com o apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), enquanto Tarcísio é o candidato do presidente Jair Bolsonaro (PL). Rodrigo vem pregando contra o que considera uma briga ideológica, mas faz acenos ao bolsonarismo.

Carol Vigliar (UP) manteve os 2% da pesquisa anterior. Altino Júnior (PSTU), Elvis Cezar (PDT), Gabriel Colombo (PCB) e Vinicius Poit (Novo) marcaram 1% cada um -eles tinham 2% na rodada prévia. Edson Dorta (PCO) teve 0%, contra 1% na pesquisa anterior. Antonio Jorge (DC) teve 1% e não participou da pesquisa anterior.

Os brancos e nulos agora somam 15% (23% na anterior), e 20% (16%) não souberam responder.

Num eventual segundo turno entre Haddad e Tarcísio, o petista venceria o bolsonarista por 47% a 31%. Brancos e nulos são 12%, e 10% não sabem.

Entre Haddad e Rodrigo, o primeiro vence com 45% a 29%. Brancos e nulos são 16%, além de 10% que não sabem.

Já Tarcísio e Rodrigo empatam tecnicamente com 31% a 28% respectivamente. Brancos e nulos são 22%, e 19% não sabem.

A pesquisa mostra também que Haddad é o candidato mais rejeitado pelos moradores de São Paulo. Não votariam no petista 32% dos entrevistados (mesmo índice de antes). Já a rejeição de Tarcísio é de 14% (era de 12%) e a de Rodrigo é de 8% (era de 11%).

No levantamento sobre rejeição aparecem Altino (9%), Antonio (7%), Elvis (7%), Poit (6%), Dorta (6%), Gabriel (6%) e Carol (6%). Outros 8% declararam que poderiam votar em todos, enquanto 27% não souberam responder.

Em relação à avaliação do governador Rodrigo Garcia, que tenta a reeleição, a sondagem mostra que 26% consideram sua gestão ótima ou boa (antes eram 17%), 39% opinaram que é regular (eram 47%) e 19% declararam ser ruim ou péssima (eram 23%). Outros 16% não souberam opinar (eram 13%).

O Ipec foi criado em fevereiro de 2021 por ex-executivos do Ibope Inteligência, que encerrou suas atividades no mês anterior em razão do término de um acordo de licenciamento. O registro da pesquisa no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é SP-00761/2022.