Haddad nega que PT apoie ditaduras e critica EUA: "Se metem muito"

Fernando Haddad garantiu que ex-presidente Lula (PT) defende princípios democráticos (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)
Fernando Haddad garantiu que ex-presidente Lula (PT) defende princípios democráticos (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)

Candidato ao governo do estado de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou que o Partido dos Trabalhadores é democrático e não apoia ditaduras. A declaração foi feita após Haddad ser questionado sobre o apoio da legenda a governos como o da Venezuela.

“Como nasceu o PT? O PT nasceu rompendo com ditaduras de direita e de esquerda. Lutando contra o regime militar, lutando pela redemocratização do Brasil com outras peças políticas, mas também rompendo com uma visão antiquada de regimes de esquerda”, declarou.

Fernando Haddad evitou fazer críticas diretas ao governo venezuelano, liderado por Nicolás Maduro. “Você tá me perguntando se eu gosto do governo Maduro? Não. Você tá me perguntando se eu gosto do comportamento que a oposição está tendo? Não. E nós temos o dever de ajudar a Venezuela.”

O petista defendeu que, em caso de vitória de Lula no âmbito nacional, o petista tome a frente de negociações para ajudar o país sul-americano a retomar o que chamou de “democracia plena”.

Haddad também fez críticas aos Estados Unidos e a políticas norte-americanas no âmbito das relações internacionais.

“É uma sintonia fina que tem que ser feita. Os Estados Unidos estão ameaçando invadir a Arábia Saudita? Não. Ou a Arábia Saudita tem apreço por valores democráticos? Você sabe que a Arábia Saudita é uma ditadura. Por que não estão ameaçando a ditadura saudita? Porque, às vezes, o pretexto é a democracia, mas o interesse é econômico.”

O petista pediu coerência nas críticas e afirmou que, para o PT, a democracia importa tanto quanto a “autodeterminação dos povos”.

“Infelizmente, eu tenho muita esperança que isso mude, mas a gente tem que reconhecer que os americanos se metem em assuntos internos de outros países contra a democracia, não é a favor. Todas as ditaduras do cone sul tiveram apoio dos Estados Unidos. Chile, Uruguai, Argentina, o Brasil, todas contaram com o apoio explícito dos Estados Unidos”, declarou.

“Eu não vejo nenhuma ofensa a princípios democráticos do PT internamente. E, fora, a gente tem que saber conduzir as relações internacionais pra onde a gente quer, que é democracia em todo o planeta. Mas com esse cuidado, de não levar os interesses nacionais, não usar isso como pretexto, para se meter em internos.”