Haddad procura driblar perguntas sobre se será ministro da Fazenda

Presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva ao lado do ex-ministro da Educação Fernando Haddad em São Paulo

Por Andre Romani

SÃO PAULO (Reuters) - O ex-ministro da Educação Fernando Haddad procurou driblar nesta sexta-feira as perguntas após evento na Febraban, a federação dos bancos do país, sobre se ele será o futuro titular da Fazenda no governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva.

"Olha, não se deve constranger um presidente. A gente tem que deixar o presidente com a maior liberdade possível para compor sua equipe e sua escalação", disse Haddad ao ser questionado se aceitaria um eventual convite. "Deixa o Lula escalar a seleção dele."

Nome mais cotado atualmente para ser o futuro ministro da Fazenda, Haddad já tinha sido mais taxativo ainda, pouco antes, quando foi perguntado se tinha sido convidado para ser ministro, por ter comentado que sua vida tinha mudado de terça-feira para quinta.

"Não, o que mudou, é porque em uma ocasião como essa é difícil representar o presidente Lula", disse.

Haddad representou Lula no almoço de fim de ano da Febraban.