Halle Bailey destaca apoio da família para resistir a ataques racistas por "A Pequena Sereia"

Cantora Halle Bailey no Kids Choice Awards, premiação promovida pela Nickelodeon em Barker Hangar em Santa Monica, Califórnia, em abril de 2022. (Foto: MICHAEL TRAN/AFP via Getty Images)
Cantora Halle Bailey no Kids Choice Awards, premiação promovida pela Nickelodeon em Barker Hangar em Santa Monica, Califórnia, em abril de 2022. (Foto: MICHAEL TRAN/AFP via Getty Images)

A cantora Halle Bailey estampa a capa da nova edição da revista “Variety”, em que comentou sobre os ataques racistas que recebeu ao ser escalada para protagonizar o live-action de “A Pequena Sereia” para a Disney.

A artista, que faz dupla com a irmã Chloe Bailey, contou que a personagem Ariel sempre foi grande inspiração, desde que assistia a animação em fita VHS na infância: “Seu senso de desejo, sua busca por si mesma, era algo com o qual eu poderia ressoar. Ela sabia para onde queria ir e não deixava ninguém impedi-la.”

Halle foi anunciada como Ariel há quatro anos e enquanto muitos comemoravam a escalação, ela foi alvo de ataques de pessoas que não aceitavam uma mulher negra interpretando a princesa. Neste momento, ela contou com todo o apoio da família. “É importante ter um forte sistema de apoio ao seu redor. É difícil carregar o peso do mundo sozinha”, disse Chloe.

Halle teve uma conversa honesta com os avós, em que eles relembraram alguns episódios racistas que passaram durante a vida e tentaram mostrar uma nova perspectiva da situação: “Foi uma coisa inspiradora e linda ouvir as palavras de encorajamento, me dizendo: ‘Você não entende o que isso está fazendo por nós, por nossa comunidade, por todas as meninas pretas e pardas que vão se ver em você’”.

“Quero que a garotinha que mora em mim e as garotinhas como eu, que estão assistindo, saibam que são especiais e que devem ser princesas de qualquer jeito”, acrescentou a artista.

Depois dessa conversa, ela refletiu sobre como gostaria de ter visto a princesa negra no desenho dos contos de fadas da Disney. “O que isso teria feito por mim, como isso teria mudado minha confiança, minha crença em mim mesma, tudo”, contou. “Coisas que parecem tão pequenas para todo mundo, são tão grandes para nós”.

Enquanto o estúdio não divulga novidades do filme, Halle adiantou detalhes da relação entre Ariel com o pai. “Eu sempre falava sobre como meu pai é como um espelho do Rei Tritão; ele sempre foi super protetor com minha irmã e eu”, explicou. “Essa é uma das coisas que amamos nele – o jeito que ele ama. Quando tive cenas com Javier, tirei da minha experiência com meu próprio pai: quão profundo é esse amor e quão fortes e protetores eles são.”