Hamas divulga vídeo que diz ser de homem israelense capturado em Gaza em 2014

Ilan Mengistu faz uma declaração à mídia depois que o Hamas divulgou um vídeo mostrando o que eles afirmam ser seu irmão Avera Mengistu, do lado de fora da casa da família em Ashkelon

GAZA (Reuters) - O grupo militante islâmico palestino Hamas divulgou um vídeo nesta segunda-feira mostrando o que eles disseram ser um cidadão israelense mantido em cativeiro na Faixa de Gaza. As imagens não verificadas do homem são as primeiras desde sua captura na área em 2014.

O vídeo sem data mostra um homem identificado pelo Hamas como o civil israelense Avera Mengistu, sentado em frente a uma parede em branco e falando por cerca de 10 segundos, pedindo ajuda a Israel. Sua libertação parecia ser um esforço para pressionar Israel a fazer uma troca de prisioneiros.

Mengistu, que segundo sua família sofre de problemas de saúde mental, entrou em Gaza em 2014 e está em cativeiro desde então.

A identidade de Mengistu não foi confirmada por Israel. Mas seu irmão Ilan disse que a família, depois de oito anos e meio sem ter ideia de seu bem-estar emocional ou físico, acredita que é ele.

"Minha mãe está à beira das lágrimas. Ela não para de assistir ao vídeo", disse ele à Reuters. "Sua esperança, sua grande felicidade será vê-lo em casa são e salvo."

O gabinete do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse em resposta à divulgação do vídeo: "Israel está investindo todos os seus recursos e esforços para trazer seus meninos capturados e desaparecidos para casa".

O governo de Israel não comentou a autenticidade do vídeo.

(Reportagem de Nidal al-Mughrabi e Ari Rabinovitch)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447702)) REUTERS AC