Hamilton fala em melhor fim de semana da carreira após superação em São Paulo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Formula One F1 - Brazilian Grand Prix - Jose Carlos Pace Circuit, Sao Paulo, Brazil - November 14, 2021 Mercedes' Lewis Hamilton celebrates winning the race Pool via REUTERS/Lars Baron
Formula One F1 - Brazilian Grand Prix - Jose Carlos Pace Circuit, Sao Paulo, Brazil - November 14, 2021 Mercedes' Lewis Hamilton celebrates winning the race Pool via REUTERS/Lars Baron

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Lewis Hamilton estava visivelmente emocionado após vencer o GP de São Paulo de F1, neste domingo (14). Para o britânico de 36 anos, punido duas vezes ao longo do fim de semana, a vitória em Interlagos foi uma das maiores superações de sua trajetória como piloto. 

"Não me lembro de outro fim de semana como este", disse. "Dei tudo de mim e este foi provavelmente um dos melhores fins de semana, senão o melhor que vivi provavelmente em toda a minha carreira", disse Hamilton. 

Depois de largar em décimo, ele conseguiu assumir a dianteira em Interlagos ao escalar o grid e deixar até o líder do campeonato, o holandês Max Verstappen, para trás. O piloto da Red Bull terminou em segundo e viu cair sua vantagem no campeonato —ele tem 332,5 pontos contra 318,5 do inglês, restando mais três etapas para o fim da temporada. 

"Meu pai me lembrou de 2004, quando eu corri na Fórmula 3 no Bahrein, largando em último e terminando em primeiro. Essa [vitória] é para meu pai", acrescentou Hamilton. 

O Mundial de Construtores também está acirrado, com a Mercedes na ponta com 521,5 pontos. A Red Bull, na segunda colocação, tem 510,5 —Valtteri Bottas foi o terceiro no GP de São Paulo e Sergio Pérez, o quarto. 

No pódio, a dupla da Mercedes ainda festejou junto com o engenheiro brasileiro Leonardo Silva, que há cinco anos trabalha na equipe alemã e foi escolhido para representar a escuderia na cerimônia de entrega de troféus. 

"Chegando aqui com 19 pontos atrás [na disputa de pilotos], apenas um ponto à frente no campeonato por equipes, realmente precisávamos de um resultado sólido", afirmou Hamilton. 

Desde sexta-feira (12), a Mercedes se mostrou mais forte em São Paulo. Primeiro, Hamilton fez a pole no classificatório para a corrida sprint. Apesar de ser punido por uma irregularidade na asa de seu carro e ter de largar em último, terminou em quinto na prova rápida. 

Neste domingo, teve de cumprir nova punição, esta por trocar o motor de combustão do carro. Largou em décimo, mas terminou no lugar mais alto do pódio. 

Em Interlagos, ele levantou o público não só por essa exibição, mas também por fazer uma homenagem a Ayrton Senna, desfilando com uma bandeira do Brasil após a vitória, em gesto característico do ídolo. 

Valtteri Bottas se rendeu ao desempenho do companheiro de equipe. "Estou feliz porque conquistamos mais pontos que a Red Bull, e o Lewis foi incrível. Ele estava em outro nível hoje", comentou.  

Para Verstappen, apesar de toda a festa em torno do rival, a vantagem na liderança do campeonato ainda é segura. 

"Ainda temos uma boa diferença na liderança [de 14 pontos], então ao menos foi um controle de danos em um final de semana que foi um pouco mais difícil para nós", reconheceu Verstappen. "Eu estou confiante de que nas próximas corridas vamos nos recuperar", afirmou. 

De acordo com o líder da temporada, ele e o inglês tiveram uma boa disputa, mas o carro da Mercedes era mais rápido para a etapa brasileira. "Foi uma boa batalha, mas é claro que no final faltou um pouco de ritmo. Demos tudo de nós hoje e foi muito divertido." 

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos