Hang afirma que fez campanha para arrecadar e doar dinheiro para a compra de medicamentos do kit Covid

·1 minuto de leitura
BRASÍLIA, DF, 29.09.2021: CPI-COVID-DF - O empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan e apoiador do presidente Jair Bolsonaro, presta depoimento à CPI da Covid no Senado, em Brasília, nesta quarta. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
BRASÍLIA, DF, 29.09.2021: CPI-COVID-DF - O empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan e apoiador do presidente Jair Bolsonaro, presta depoimento à CPI da Covid no Senado, em Brasília, nesta quarta. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Em depoimento à CPI da Covid, nesta quarta-feira (29), o empresário bolsonarista Luciano Hang afirmou que fez uma campanha junto com empresários de sua cidade, Brusque (SC), para comprar medicamentos do chamado Kit Covid, que foram doados a hospitais.

Hang disse que ele e outros empresários visitaram algumas cidades que haviam adotado protocolos para o tratamento precoce -feito com medicamentos sem eficácia comprovada para o tratamento da Covid-19.

"Nós fomos pras cidades juntamente com pessoas da minha cidade pra ver o que estava sendo feito nessas cidades que deu certo. Brusque, de novo, talvez seja a cidade acima de 100 mil pessoas com a menor letalidade", afirmou.

Questionado pela senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), Hang confirmou que fez campanha para arrecadar recursos e doar a hospitais.

"Fiz, está na rede social. Fiz e doamos o dinheiro", afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos