Harris conclui viagem na Ásia com nova advertência à China sobre disputa marítima

·1 minuto de leitura
A vice-presidente dos EUA, Kamala Harris, em Hanoi, Vietnã

A vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, fez nesta quinta-feira (26) uma nova advertência a Pequim para que renuncie às suas reivindicações no disputado mar da China Meridional.

"Vamos falar alto e claro se Pequim tomar medidas que ameaçam a ordem internacional", disse Harris em Hanoi, onde conclui uma viagem pela Ásia. "A liberdade de navegação (...) é um assunto fundamental para esta região", acrescentou.

Pequim reivindica quase todo o mar da China Meridional, uma estratégica área rica em recursos e pela qual transita uma grande parte do comércio marítimo mundial.

Vários países do sudeste asiático, entre eles Vietnã, têm reivindicações que coincidem com as da China, acusada de mobilizar instalações militares na área.

Harris visitou Singapura e Vietnã para tentar impulsionar as alianças dos Estados Unidos, quando a China disputa a influência política e a dominação naval na região indo-pacífica.

Durante sua viagem, a vice-presidente acusou várias vezes as autoridades chinesas de intimidarem seus vizinhos. Pequim respondeu com rejeições semelhantes sobre a atitude de Washington no Afeganistão.

Sua visita ao Vietnã ocorreu em um momento crítico para Washington devido à caótica retirada de afegãos no aeroporto de Cabul, que reviveu o trauma da fuga de diplomatas americanos de Saigon em 1975.

Embora Harris tenha tentado concentrar a visita na segurança sanitária, em pleno surto de coronavírus, as difíceis relações entre Washington e Pequim chamaram a atenção.

As relações sino-americanas se deterioraram devido a uma série de questões, desde a cibersegurança e a supremacia tecnológica até os direitos humanos em Hong Kong e Xinjiang.

bur-aph-sde/lch/tjc/mb/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos