HC da USP divulga caso de ‘fungo preto’ em paciente internado com Covid-19

·1 minuto de leitura
Foto: Banco de Imagens do HCFMUSP
Foto: Banco de Imagens do HCFMUSP
  • Paciente está na faixa dos 30 anos

  • Doença foi detectada pela primeira vez em infectado por coronavírus ontem, em Manaus

  • Tratamento pode incluir cirurgias mutiladoras

Um paciente internado com Covid-19 no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP está infectado com mucormicose, informou o HC nesta quarta-feira (2).

De acordo com a instituição, o paciente está na faixa dos 30 anos, mas a família não autorizou a divulgação de mais informações sobre seu estado de saúde.

A mucormicose, conhecida também como “fungo preto”, é causada por fungos da ordem Mucorales e atinge pulmões e pode mutilar seios da face.

Leia também

O primeiro caso desta infecção foi confirmado ontem, terça-feira (1), em Manaus. A doença foi detectada em um paciente diabético de 56 anos que morreu em abril, de acordo com a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado.

Na Índia, a infecção já atingiu mais de 9 mil pessoas também infectadas com Covid-19.

A doença mata mais de 50% dos infectados. O tratamento pode incluir cirurgias que retiram partes do corpo afetadas, como os olhos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos