Helicóptero que caiu em São Paulo era de empresa de CEO da XP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O helicóptero que caiu na noite desta sexta-feira (5) no Jaraguá, zona norte de São Paulo, era usado pela empresa Majam Participações Ltda, da qual o atual CEO da XP Investimentos, José de Menezes Berenguer Neto, é sócio-administrador.

Dois homens, um de 37 e outro de 46 anos, morreram no acidente, segundo a Secretaria da Segurança Pública. As causas da queda estão sendo investigadas.

Dados da Anac (Agência Nacional de Avião Civil) mostram que o helicóptero privado, comprado em 2013, estava em situação normal. Apresentava, ainda, certificação recente, obtida em março, que demonstrava segurança para operação aérea.

Tratava-se de um helicóptero da marca Agusta, modelo A109E, fabricado em 2010. Tinha capacidade para até sete passageiros e podia decolar com até 3.000 kg, segundo a Anac. Uma aeronave semelhante pode ser encontrada por valores de revenda partindo de pouco mais R$ 3,5 milhões.

A queda ocorreu na rua José Lopes, nas proximidades de uma chácara e de uma torre de transmissão elétrica, segundo informações do Corpo de Bombeiros. O ponto fica às margens do Parque Estadual da Cantareira. Para chegar ao local, os oficiais tiveram de seguir a pé pela mata. Ao todo, seis viaturas dos bombeiros participaram do atendimento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos