Henri Castelli faz sessão de drenagem na mandíbula após agressão no rosto

·2 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO: Ator Henri Castelli durante estreia da peça
***ARQUIVO***SÃO PAULO: Ator Henri Castelli durante estreia da peça

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator Henri Castelli, 42, fez a nona sessão de drenagem linfática na região da mandíbula para ajudar no processo desinflamatório, tirar fibroses e coágulos. Ele teve uma fratura na mandíbula após ser agredido no final do ano passado em Alagoas e passou por uma cirurgia para resolver o problema.

Nesta segunda-feira (1), o ator postou nos stories do Instagram uma sessão com a médica Andrea Fernanda e pediu para ela explicar os benefícios do tratamento na sua recuperação. Segundo ela, a drenagem linfática na mandíbula ajuda muito no processo desinflamatório e a tirar fibroses e coágulos.

"Ainda tem fibrose, o coágulo. A gente vai massageando para quebrar e o organismo absorver. Ainda está com bastante edema, mas já melhorou bastante", explicou a médica.

Henri disse à médica que, se Deus quiser, o trauma na mandíbula não vai deixar sequelas. O ator tinha medo de ficar com o rosto desfigurado e isso atrapalhar a sua carreira. Ela explicou para o ator que a região operada já melhorou bastante, mas ainda está com bastante edema. "Mas ficar bom", respondeu ele para a médica

Desde que foi agredido na véspera do Réveillon em Alagoas, o ator fez uma cirurgia na mandíbula fraturada e tem passado por tratamentos bucais. Ele tem mostrado todo o seu processo de recuperação nas redes sociais.

Agressão

O ator revelou a agressão no dia 11 de janeiro, também por meio de suas redes sociais, quando disse que "do nada eu fui puxado pelas costas, pelo pescoço, jogado no chão e fui agredido". "Vítima de socos e chutes que levaram a uma fratura exposta na minha mandíbula", afirmou.

Na mesma semana em que revelou o caso, Henri Castelli afirmou, ao Fantástico que estava fazendo terapia para tentar se acalmar. "Porque acordar de madrugada, você encosta no travesseiro e parece que é alguém te dando um soco", afirmou.

Na reportagem, ele falou que não se lembrava do que aconteceu antes que começasse a ser agredido, mas Lucas Dória, advogado que representa os empresários Guilherme Aciolly e Bernardo Malta, que foram indiciados pela polícia por lesão corporal grave.

"Nunca, jamais existiu alguém com intenção de machucar o ator. Ele tentou dar um soco e Guilherme, para se defender, revidou. O Henri estava alterado, não sei se ele bebeu", argumentou Dória. Já o ator disse para a repórter ver o rosto dele, que daria para entender o que ele estava sentindo.