Tribunal australiano indiciará chefe de finanças do Vaticano por pedofilia

Sydney (Austrália), 1 mai (EFE).- Um tribunal da Austrália determinou nesta terça-feira (data local) que existem evidências suficientes para abrir um julgamento formal por pedofilia contra o cardeal australiano George Pell, chefe das finanças do Vaticano.

A informação foi confirmada pela emissora local "ABC" ao referir-se à decisão adotada pela magistrada Belinda Wallington, que se encontra em plena leitura de sua decisão no Tribunal de Magistrados de Melbourne.

A decisão foi tomada no marco de um processo preliminar que começou no último dia 5 de março por "múltiplas" acusações de suposto abuso sexual contra menores, cujo número e detalhes se desconhece por estarem sob segredo de justiça. EFE