Hilton assume novo hotel em São Paulo focado em eventos corporativos

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
A rede de hotéis Hilton assumiu um hotel em Embu das artes.
A rede de hotéis Hilton assumiu um hotel em Embu das artes.
  • A rede de hotéis Hilton assumiu um hotel em Embu das Artes.

  • Trata-se do Almenat, focado em eventos.

  • Hotel passa por reforma e mostra que rede aposta em retomada do turismo.

Apesar do avanço da crise da pandemia do novo coronavírus no Brasil, que levou o governo do estado de São Paulo a intensificar as medidas de isolamento social e ao fechamento da economia, a rede de hotéis Hilton está apostando firme numa recuperação rápida.

Leia também:

A rede, uma das maiores e mais famosas do mundo, anunciou que vai incorporar ao seu portfólio o Almenat, localizado em Embu das Artes e atualmente em reforma.

As informações são de reportagem da revista Exame.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O hotel se posiciona como uma opção especializada na realização de eventos corporativos, com instalações voltadas para esse tipo de encontros – o que mostra que a direção da rede Hilton vê um retorno promissor do turismo de negócios em São Paulo.

“Globalmente, o turismo será retomado, mas cada mercado vai se reestabelecer de acordo com sua realidade”, disse à Exame Leonardo Lido, diretor de desenvolvimento da rede para o Brasil. “No nosso país levará mais tempo, porém os eventos corporativos de empresas locais tendem a ser retomados em breve. Por enquanto, o público do Almenat será majoritariamente doméstico”.

No modelo adotado, os atuais proprietários do Almenat permanecem, e a Hilton passa a fazer gerenciamento e transferência de expertise para o negócio.

Essa é a segunda novidade da rede Hilton em São Paulo neste ano. Em fevereiro, a empresa abriu as portas do Canopy by Hilton São Paulo Jardins – que fechou temporariamente após sua inauguração, por conta da pandemia.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube