Hipopótamo mata turista de Taiwan em lago no Quênia

Hipopótamo no lago Baringo, no Quênia 10/07/2012 REUTERS/Goran Tomasevic

NAIRÓBI (Reuters) - Um hipopótamo atacou e matou um turista de Taiwan que estava tirando fotos às margens do Lago Naivasha, no Quênia.

O homem foi declarado morto ao chegar ao hospital do distrito de Naivasha, enquanto outro turista sobreviveu ao ataque na noite de sábado, informou o Serviço de Proteção da Vida Selvagem do Quênia no domingo.

"Estamos rastreando o hipopótamo", disse o serviço no Twitter no domingo.

A agência identificou a vítima fatal como Chang Ming Chuang, de 66 anos, e o sobrevivente como Wu Peng Te, de 62, e disse que eles são da China, mas o Ministério de Relações Exteriores de Taiwan disse que ambos são da ilha autogovernada.

O Quênia não tem relações formais com Taiwan, reconhecendo somente a China e sua reivindicação de representar e falar em nome da ilha internacionalmente.

A ministério de Taiwan disse ter enviado alguém de seu escritório de representação na África do Sul, já que Taiwan não tem representante no Quênia.

O jornal Star, do Quênia, citou o chefe de uma associação de donos de barcos de Navaisha dizendo que os níveis das águas do lago estão mais altos do que o normal fazendo com que os hipopótamos andem por fazendas e propriedades de hotéis próximos em busca de pasto.

A cidade de Naivasha fica 90 quilômetros ao noroeste da capital Nairóbi.

Após seca intensa no ano passado, o Quênia teve vários meses de fortes chuvas neste ano que causaram grandes enchentes, inclusive nos arredores do Lago Naivasha.

(Reportagem de Humphrey Malalo e Jess Macey Yu; Reportagem adicional de Ben Blanchard em Pequim)