Holandesa vence primeira etapa da edição feminina da Volta da França, retomada após 33 anos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
AFP - JEFF PACHOUD
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Após 33 anos de interrupção da competição feminina, a velocista holandesa Lorena Wiebes venceu a primeira etapa da Volta da França de 2022 em Paris neste domingo (24) e levou a primeira camisa amarela desta versão feminina da grande competição do ciclismo mundial. Wiebes imprimiu mais força nos pedais e mostrou mais resistência que sua compatriota, Marianne Vos, para vencer nos Champs-Elysées. A ciclista belga Lotte Kopecky ficou em terceiro lugar no sprint final.

A legendária ciclista Marianne Vos, três vezes campeã mundial (2006, 2012 e 2013), lançou um sprint e ganhou a dianteira para tentar vencer na avenida parisiense, como em 2014 quando ganhou a primeira edição da corrida La Course by Le Tour na mesma pista urbana.

Mas Wiebes, bem colocada na curva final, não foi surpreendida na décima segunda volta do circuito ao redor dos Jardins de Tuileries e na avenida dos Champs-Elysées, trajeto que os competidores masculinos irão fazer no início da noite deste domingo, na capital francesa.

"As meninas fizeram um trabalho incrível", elogiou Wiebes após os 82 km. "Consegui reacelerar para passar a Marianne na linha de chegada", comemorou.

Aos 23 anos de idade, Lorena Wiebes, o "foguete" da DSM, assina a 52ª vitória de sua carreira, a 16ª nesta temporada. Somente a campeã mundial italiana Elisa Balsamo conseguiu vencê-la num sprint este ano, e apenas duas vezes. Mas a detentora da camisa do arco-íris, menos bem posicionada que a holandesa, não foi capaz de defender sua posição neste domingo, o 7° lugar.

Graças ao sistema de bônus, Wiebes tem uma vantagem de quatro segundos sobre Vos na classificação geral, antes da segunda etapa entre Meaux e Provins na segunda-feira (136,4 km), onde apenas 143 ciclistas começarão. A atleta belga Alana Castrique (Cofidis) foi forçada a se retirar da competição após um acidente de percurso faltando cerca de 10 km para o fim da prova.

Jeannie Longo, vencedora de três edições da Volta da França, incluindo a última em 1989, acompanhou a diretora da corrida, Marion Rousse, neste domingo, durante a competição em Paris.

(Com informações da AFP)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos