Metallica e The Strokes encabeçam versão mais roqueira do Lollapalooza

São Paulo, 24 mar (EFE).- Metallica e The Strokes serão um dos principais nomes da versão mais rock'n'roll do Lollapalooza Brasil, que reunirá neste fim de semana dezenas de artistas nacionais e internacionais em São Paulo.

A lenda do heavy metal será o centro das atenções na sétima edição do festival, que também terá neste ano The XX, The Weeknd, Two Door Cinema Club e Duran Duran, por exemplo.

O Metallica levará ao Lollapalooza o décimo e mais recente álbum de estúdio, "Hardwired... to Self-Destruct", com o qual a banda, longe de programar sua autodestruição, recupera a confiança perdida após oito anos de seca.

Eles vão tocar amanhã no mesmo palco dos também californianos Rancid, uma das bandas de punk rock mais importantes de todos os tempos; do Cage the Elephant, que em fevereiro ganhou o prêmio de Melhor Álbum de Rock no Grammy; e das bandas brasileiras Suricato e Doctor Pheabes.

Um pouco afastados da pegada comercial, a banda indie The XX se apresentará em outro palco do festival com seu recém-lançado trabalho de estúdio "I see you", que inclui sons mais R&B, eletrônicos e soul. Antes, tocarão seus compatriotas, The 1975 e Glass Animals.

O grand finale do festival ficará por conta do The Strokes no domingo. A essência do grupo nova-iorquino já esteve presente em edições anteriores do festival, graças à presença de alguns dos integrantes, mas este ano a formação chega disposta a se apresentar com tudo e retomar alguns clássicos.

Com quase 20 anos de carreira, a banda de Julian Casablancas e Fabrizio Moretti tem canções de sobra para fazer vibrar o público brasileiro, que confia que das guitarras do grupo soarão as indiscutíveis "Someday", "Reptilia" e "Last Night", além do novo álbum, "Future, Present Past", o retorno aos estúdios em 2016, após uma lacuna de três anos.

Os meninos do The Strokes vão tocar no mesmo palco do Two Door Cinema Club, que retorna ao Brasil para marcar território com seu terceiro álbum de estúdio, "Gameshow", com o qual o trio irlandês expõe um lado mais maduro e consistente, sem abandonar o espírito indie.

O revolucionário artista do R&B alternativo, The Weeknd será outra das atrações da edição brasileira do Lollapalooza, festival concebido nos Estados Unidos em 1991 e batizado com um nome que evoca "algo incomum e extraordinário".

O canadense, um dos músicos mais enigmáticos do século XXI, chega ao festival com "Starboy", seu trabalho mais recente, e dois Grammys debaixo do braço. EFE