Hologramas de Tupac e Michael Jackson e Oscar por Benjamin Button: cinco curiosidades sobre o novo dono do Botafogo

·3 min de leitura

O Eagle Holding, do empresário John Textor, está próxima de adquirir a operação de futebol do Botafogo. O acordo, 410 milhões de reais por 90% das ações da Sociedade Anônima Desportiva do alvinegro, foi oficializado nesta sexta-feira.

Futuro proprietário do futebol do clube, Textor, americano de 56 anos, fez fortuna ao investir em tecnologia. Um de seus principais empreendimentos é na área de realidade virtual, na qual liderou a produção de hologramas históricos dos ídolos da música Tupac e Michael Jackson.

No futebol, o empresário é um dos principais sócios do Crystal Palace, da Premier League. Em julho, tentou comprar parte das ações do Benfica. Confira essas e outras curiosidades sobre a vida de Textor:

Hologramas

O empresário chamou atenção do mundo do entretenimento em duas apresentações históricas. Em 2012, à frente da empresa de tecnologia e efeitos visuais Digital Domain, produziu para o festival Coachella uma apresentação em holograma do rapper Tupac, morto em 1996. A performance rendeu prêmios a Textor e à empresa e multiplicou as vendas das músicas e ábluns do artista.

Em 2014, depois de deixar a Digital Domain e fundar a Pulse Evolution com ex-funcionários de sua antiga companhia, o empresário voltou a surpreender o mundo com um novo holograma. Desta vez de Michael Jackson, o rei do Pop, para apresentação no prêmio Billboard Music Awards em 2014.

Oscar

Textor comprou a Digital Domain em 2006, ao lado do diretor Michael Bay. Ocupou o cargo de CEO até 2012 — saiu em meio a dificuldades financeiras da empresa. No seu período à frente da companhia, viu a Digital Domain acumular prêmios e voltar a ganhar prestígio pelos trabalhos na indústria cinematográfica. O principal prêmio foi o Oscar de melhores efeitos visuais em 2009 pelo filme "O curioso caso de Benjamin Button", na qual foi preciso rejuvenescer digitalmente o protagonista, interpretado por Brad Pitt.

Em seu site, a empresa enumera nove indicações e três prêmios no Oscar, além outros sete prêmios técnicos e de tecnologia da Academia. Entre seus trabalhos, estão filmes como "Titanic", "Her", além das franquias "Transformers", "Vingadores" e "Velozes e Furiosos".

Interesse em futebol

Como já se sabe, Textor é um dos proprietários do Crystal Palace, mas seu interesse em futebol, real ou virtual, é de longa data. Em suas palestras sobre realidade virtual, o atleta costuma utilizar games de esporte, como o "Fifa", como exemplos de animações de rostos e corpos humanos. Em 2016, chegou a citar o brasileiro Ronaldo e o inglês David Beckham como exemplos de estrelas do esporte que prezariam por uma boa reprodução virtual de suas imagens caso entrassem no ramo.

O empresário também fundou a FuboTV, um serviço de streaming focado em transmissões esportivas. Ele deixou o comando da companhia, bem-sucedida em seu ramo, em 2020, mas segue como acionista majoritário.

Benfica e clube belga

O interesse no esporte se concretizou recentemente. A compra de parte das ações do Palace, em agosto deste ano, veio meses após uma investida para tentar comprar parte do Benfica. A oferta de John envolvia a aquisição de 25% da Sociedade Anônima Desportiva dos encarnados por 50 milhões de euros (321 milhões de reais), mas acabou não seguindo à frente. Além do Botafogo, o empresário tenta adquirir, também, o RWD Molenbeek, da segunda divisão da Bélgica, segundo o site "The Athletic".

Animação humana

Fora do esporte, Textor segue investindo nos efeitos visuais e na realidade virtual. Seu foco, atualmente, é a animação de rostos humanos para usos na área de atendimento, interação e engajamento com público. Os investimentos acontecem por uma de suas principais companhias, o "Facebank Group"

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos