Homem é preso após polícia ambiental encontrar fábrica de armas em unidade de conservação em RO

Uma fábrica de armas de fogo artesanais foi encontrada pela Polícia Militar Ambiental dentro da Unidade de Conservação Floresta Estadual de Rendimento Sustentado do Rio Madeira (B), em Porto Velho, Rondônia. Segundo os agentes, o local não tinha autorização ou licença das autoridades competentes para produzir armamentos e se instalar em área preservada.

A ação da polícia aconteceu no último sábado (4), mas foi divulgada pelo batalhão nesta quinta-feira. Em nota, a corporação informou que durante uma patrulha pela linha C-30 os agentes avistaram um homem que tentou se esconder. Após abordar o suspeito e realizar uma vistoria na área, foi localizada uma casa de madeira onde as armas eram fabricadas. O homem confirmou que o local não tinha autorização para produzir os armamentos.

Na casa do suspeito foi encontrado um simulacro artesanal com carregador para calibre 22, 05 estojos de calibre .38, moldes de pistolas em cartolinas, chapas de ferro, canos de ferro, um tambor de revólver e também várias ferramentas utilizadas para a fabricação das armas de fogo. Foi encontrado ainda uma motosserra, que foi apreendida.

O homem foi preso e encaminhado à Delegacia de Flagrantes em Porto Velho para prestar depoimento Segundo a Polícia Ambiental, ele também foi multado por adentrar em Unidade de Conservação Ambiental sem autorização do órgão competente.

De acordo com o Instituto Socioambiental (Isa), a área onde a fábrica é localizada tem aproximadamente 51 mil hectares e é alvo de madeireiros e garimpeiros. A região também sofre com a caça ilegal, áreas de pastagem e incêndios causados pela ação humana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos