Homem é preso com 2 kg de cocaína dentro de capas de livros infantis no aeroporto de Guarulhos

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um tanzaniano, de idade não informada, foi detido com 2 kg de cocaína na madrugada desta terça-feira (5), no aeroporto internacional de Cumbica, em Guarulhos (Grande São Paulo), pela Polícia Federal.

A tentativa do suspeito em ludibriar a fiscalização chamou a atenção dos policiais federais. Ele utilizou a capa de quatro livros infantis, além de uma bolsa feminina com fundo falso, para poder carreguer a droga sem que levantasse suspeita. A prática, contudo, já é uma velha conhecida dos agentes.

Em uma outra ação, uma mulher, também de idade não informada, que realizava os procedimentos migratórios, foi entrevistada pelos policiais federais e, em razão de suspeitas, passou por busca pessoal em uma sala reservada. A revista feita por uma policial feminina encontrou um volume contendo mais de 2 kg de cocaína fixada por meio de fitas adesivas ao corpo da suspeita.

Ao todo, segundo informou a Polícia Federal, foram apreendidos mais 5 kg de cocaína na operação de embarque e desembarque internacional entre a noite de segunda (4) e a madrugada desta terça (5).

Já no domingo (3), um brasileiro que tentava embarcar com droga para Addis Ababa, na Etiópia, também acabou sendo flagrado pelos policiais federais, que visualizaram nervosismo do homem durante o processo de check-in do voo.

Após um rápido interrogatório e com as respostas evasivas do brasileiro, ele foi conduzido a uma sala reservada para revista em seus pertences e busca pessoal. Por meio das imagens do aparelho de raio-X, os policiais identificaram substância orgânica oculta em uma mochila. Ao rasgar os forros, foram encontrados dois volumes contendo mais de 3 kg de cocaína. O suspeito recebeu voz de prisão.

Todos os presos vão responder pelo crime de tráfico internacional de drogas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos