Homem é preso e confessa ter estuprado e matado ajudante de serviços gerais em São Gonçalo

Policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) prenderam, nesse sábado, o homem que teria estuprado e matado a ajudante de serviços gerais Rita de Cássia Peres, de 46 anos. Mãe de três filhos – de 18 anos, 17 e 13 –, Rita foi encontrada morta, no domingo de Dia das Mães, na Rua Quinta Dom Ricardo, no bairro Santa Izabel, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. O crime teria acontecido no sábado (7) à noite.

De acordo com a polícia civil, Luciano Crespo de Jesus, identificado como autor do crime de homicídio qualificado, confessou ter estuprado e matado a vítima. A polícia informou ainda que a prisão aconteceu após cruzamento de dados de inteligência que viabilizaram a localização do suspeito e que ele se encontra na delegacia e será encaminhado para audiência de custódia, onde ficará à disposição da Justiça. Ele foi preso durante a última madrugada e não resistiu à prisão. Os policiais encontraram Luciano estava escondido na mata.

— A família está de alguma forma confortada agora. Feliz não estamos. Mas é bom saber que a gente conseguiu fazer justiça, que tudo ocorresse dentro do que a gente esperava, graças a Deus. Estou aguardando agora o pronunciamento da OAB, provavelmente farão nesta segunda — conta o estudante Jepherson Rodrigues, de 30 anos, primo da vítima.

O Polícia Civil informou aos familiares que passará mais detalhes sobre a investigação e sobre a prisão de Luciano na próxima segunda-feira.

Momentos antes

Parentes da vítima contaram que ela havia passado todo o sábado com a filha, de 13 anos, na residência do namorado, que fica próxima ao local do crime. À noite, após deixar a menina na sua casa, ela retornava para a residência do companheiro e no trajeto desapareceu. A região não costuma ser perigosa, contam os familiares de Rita.

— Ela estava indo para a casa do namorado, que também morava perto, quando desapareceu. Durante todo o dia de sábado, ela ficou na casa dele, com a filha. Por volta das 18h, 19h, ela retornou para a casa dela com a menina. Quando foi pouco depois das 22h, ela retornava para a casa do namorado quando aconteceu isso. Ela passou a noite toda já morta e só soubemos na manhã de domingo — desabafou Jepherson.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos