Homem é preso perto da casa da vice-presidente dos EUA por porte de arma

Mark Hosenball
·1 minuto de leitura
Vice-presidente dos EUA, Kamala Harris

Por Mark Hosenball

WASHINGTON (Reuters) - Um homem do Texas foi preso perto da residência oficial da vice-presidente dos EUA, Kamala Harris, em Washington, nesta quarta-feira, e foi acusado de crimes relacionados a armas, informou o Serviço Secreto norte-americano.

O Serviço Secreto, responsável pela segurança do presidente e vice-presidente dos EUA, disse que o suspeito, Paul Murray, de 31 anos, foi detido por policiais na rua perto de um complexo do governo que abriga a residência da vice-presidente e o Observatório Naval dos EUA.

O Departamento de Polícia Metropolitana de Washington afirmou que seus oficiais prenderam Murray e apresentaram acusações contra ele.

O departamento disse que a prisão foi provocada por um "boletim de inteligência originário do Texas", sem dar detalhes sobre o conteúdo do boletim.

Um repórter da afiliada da Fox News em Washington tuitou um boletim de segurança do Texas que dizia que Murray vinha tendo "delírios paranóicos" de que os militares ou o governo queriam matá-lo, e que ele enviou uma mensagem de texto para sua mãe afirmando que estava em Washington e estava indo "cuidar do problema dele".