Homem é preso por violência psicológica contra ex-companheira: 'Você merece ser estuprada e espancada'

Policiais da Delegacia de Atendimento à Mulher de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, prenderam em flagrante Elimar Corrêa dos Santos, de 32 anos, por descumprimento de medida protetiva e violência psicológica contra sua ex-companheira. Segundo as investigações, o homem enviava mensagens de texto para o celular da mulher, infringindo determinação judicial proibindo qualquer contato dele com a ex.

Nas mensagens, o homem afirma desejar que a mulher seja “estuprada e espancada muitas vezes” e diz que ela merecia sofrer muito. “Sua vagabunda imunda, espero que você morra, seu lixo”, escreveu. Em outro momento, ele afirma desejar que ela "pegue um câncer" que "coma" ela por dentro. No texto, o homem diz ainda que deseja que as filhas da ex-companheira sofram 10 vezes mais do que ela e diz que as meninas não merecem "o lixo de mãe que tem".

Elimar foi capturado em casa, no distrito de Tinguá, em Nova Iguaçu. A vítima já tinha comparecido à delegacia outras quatro vezes, a primeira delas em abril do ano passado. Na ocasião, ela acusou o ex-companheiro de tê-la agredido com socos, tapas e chutes, além de ter sido ameaçada. A Justiça então deferiu medidas protetivas, proibindo o acusado de se aproximar da ex ou fazer contato com ela por qualquer meio.

De acordo com a delegada titular da Deam de Nova Iguaçu, Mônica Areal, o casal tinha se separado no início do ano passado, mas houve uma tentativa de reconciliação em abril. Com os episódios de agressão e ameaça, eles romperam de vez. Depois disso, começaram os episódios de violência psicológica.

— Ele (acusado) se achava inatingível, acreditava que poderia continuar ameaçando a vítima e não daria em nada. Mas não foi assim. Nós agimos e o prendemos. A gente faz o possível para não sair dessa fase, de ameaças, pois considera que é um potencial pré-feminicídio. É bom as mulheres se conscientizarem do quanto é importante denunciar — explica.