Homem acusado de mutilar pitbull é multado em R$ 19 mil por maus-tratos a animais

Colaboradores Yahoo Notícias
·2 minuto de leitura
O cachorro Sansão, da raça pitbull, que teve as patas traseiras amputadas em Minas Gerais
O cachorro Sansão, da raça pitbull, que teve as patas traseiras amputadas em Minas Gerais

O homem acusado de torturar e decepar as patas traseiras do cachorro Sansão, da raça pitbull, foi autuado em Minas Gerais por maus-tratos contra outros 13 animais. Internado em um hospital veterinário, o cão gerou comoção pelo país e ganhou até uma cadeira de rodas e próteses para a readaptação.

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) multou o suspeito, que teria praticado violência contra outros três cães, três gatos e sete galináceos. As punições totalizam R$ 19 mil.

Leia também

A Polícia Militar do Meio Ambiente já havia multado o homem logo após a ocorrência feita em 6 de julho, data do crime. O autor recebeu inicialmente uma multa de R$ 1.855,80. Em seguida, os agentes voltaram ao local e encontraram outros 13 animais abandonados, sem abrigo, alimentação e água. Um galináceo morreu e outros 11 foram apreendidos, encaminhados aos cuidados da Sociedade Protetora de Animais. Pelo galináceo morto, a infração aplicada foi de R$ 3.711,60.

A Semad ainda multou o homem em R$ 13.361,76 em relação aos outros 12 animais. Embora não tenham sofrido mutilações nem morrido, estavam em situação de maus-tratos, como constatou uma médica veterinária.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Pela história do cachorro Sansão, foi criado um abaixo-assinado em sua proteção. Em cinco dias, mais de 500 mil pessoas pediam justiça pelo crime de maus-tratos denunciado pelo tutor do animal, que mora em Confins (MG).